Fones de Ouvido sem Fio

Categoria Geral

Mais práticos e convenientes, os produtos sem fio estão se tornando cada vez mais populares, quando comparados com suas versões mais antigas Até que nossos dispositivos ofereçam vida útil de bateria de uma semana, recarregar os dispositivos a todo momento continuará sendo uma realidade para nós.

No entanto, quando se trata de fones de ouvido, cortar o cordão umbilical nem sempre é tão simples. Fones de ouvido alimentados por Bluetooth, especialmente, muitas vezes têm uma má reputação. Eles ainda oferecem benefícios, no entanto, desde que você saiba todas as questões envolvidas. Neste artigo, vamos falar um pouco das coisas mais importantes que você precisa saber sobre fones de ouvido sem fio.

Fones

1. Tipos de fio

Existem três tipos principais de fones de ouvido sem, que podem ser divididos em duas categorias: aqueles que exigem um transmissor separado, e aqueles que não necessitam.

Na primeira categoria estão os fones de ouvido de infra-vermelhos e os de radiofrequência.
Os fones de ouvido de infra-vermelho são pouco utilizados no momento, mas ainda são fabricados por empresas como a Sennheiser. O fone de ouvido de Infra-vermelho é tem uma melhor utilização para TV, mas requer uma linha de visão desobstruída entre os fones de ouvido e transmissor, o que significa que existem limites, tanto na distância quanto no ângulo que você pode usá-lo.

O fone de ouvido com frequência de rádio são mais poderosos, pois podem trabalhar em intervalos de até 150 pés, e o sinal pode atravessar paredes, assim, este produto é utilizável tanto em um aparelho de som de casa, como em uma TV. A interferência é um problema: ela aumenta com a distância, e outros dispositivos sem fio que usam a mesma faixa de freqüência (tipicamente 800-900MHz) também pode causar isso. Portanto, o fone de ouvido com frequência de rádio não é tão seguro quanto o que utiliza Bluetooth.

Fones de ouvido com Bluetooth são a sua melhor opção se quiser fones de ouvido sem um transmissor, e são a melhor aposta para uso geral. Estes exigem tecnologia Bluetooth para ser incorporada no dispositivo de origem; telefones, computadores portáteis, consoles de jogos e muitas TVs modernas, todos eles terão isso. Bluetooth tem um alcance de cerca de 32 pés (10 metros).

fone de ouvido

2. Bluetooth e Qualidade de Som

O maior argumento contra o uso de fones de ouvido com Bluetooth costumava ser que eles ofereceram má qualidade de som. Isso aconteceu devido ao fato do Bluetooth não ter sido originalmente planejado para streaming de música de alta qualidade.

Compressão

As primeiras versões de fone de ouvido com Bluetooth apresentavam áudio compactado muito fortemente, produzindo um som áspero e digital. Com a crescente demanda, houve maior foco em fazer melhorias nesta área em versões posteriores.

Isso começou com a introdução do perfil de distribuição de áudio avançado (A2DP) para permitir streaming de áudio de estéreo de alta qualidade através do codec SBC.

Em 2014, um relatório do SoundExpert, um site de teste de qualidade de áudio, concluiu que, na sua maior taxa de bits possível de 372kbps SBC foi comparável a um arquivo AAC codificado em 192kpbs, e que “a maioria dos artefatos que ela produz são além da percepção humana”.

Melhorias adicionais foram feitas em Bluetooth 3.0 e 4.0, bem como por meio da introdução do codec aptX. aptX, que promete desempenho CD-like, e está aparecendo em um número crescente de produtos.

Para beneficiar-se dele, você vai precisar de fones de ouvido e leitor de áudio para apoiá-lo. Samsung, LG, Motorola e HTC estão entre as fabricantes de smartphones que suportam aptX; Apple atualmente não.

Também é importante lembrar que, embora o Bluetooth tende a levar a culpa pelo mau desempenho em fones de ouvido com Bluetooth, há uma grande variedade de outros fatores em jogo, incluindo a qualidade dos fones de ouvido em si e o dispositivo de áudio que está sendo usado.

Fones de Ouvido sem Fio

Latência

Outro problema com fones de ouvido com Bluetooth é a latência. Este é o pequeno atraso entre um sinal de áudio que entra nos fones de ouvido e quando você pode ouvi-lo. Você não vai notar esse lag se você estiver ouvindo música, mas se você está assistindo a um vídeo, o som pode realmente sair da sintonia.

A Latência varia dependendo das configurações de hardware e software que você tem. Bluetooth 4.0 TEM baixa latência, por isso terá um desempenho melhor do que as versões mais antigas, e é outra área que está a ser tratada por aptX.

3. Vida útil da bateria

Fones de ouvido sem fio exigem a sua própria fonte de alimentação. Isso virá sob a forma de uma bateria recarregável embutida, ou baterias descartáveis padrão. Para fones de ouvido com Bluetooth, você deve procurar por um cuja vida bateria é de cerca de 8 a 12 horas, possibilitando uma reprodução dia.

Lembre-se, porém, que a vida da bateria está relacionada ao volume. Quanto mais alta a sua música, menos a bateria irá durar. As especificações dos fabricantes tendem a refletir as condições ótimas, ao invés do uso no mundo real.

A bateria vai normalmente demorar cerca de três horas para carregar, e usa um mini-padrão ou cabo USB micro.

4. NFC

Fones de ouvido com Bluetooth têm configuração simples. Você precisa pareá-los com seu dispositivo de áudio – o seu smartphone, tablet ou notebook. Isto é geralmente feito através do software Bluetooth embutido no próprio dispositivo.

Você precisará digitar uma senha durante a fase de instalação. Isto é encontrado no manual para seus fones de ouvido, embora em quase todos os casos, a senha seja 0000.

Alguns fones de ouvido também suportam NFC (como a Sony DRBTN200). Esta é uma outra tecnologia sem fios que permite que dispositivos comuniquem apenas mantendo-os em estreita proximidade um do outro. NFC é uma tecnologia que suporta muitos sistemas de pagamento sem fio.

Quando usado em conjunto com um aparelho habilitado para NFC – incluindo muitos smartphones Android, mas não o iPhone – você pode parear os fones de ouvido com o dispositivo simplesmente tocando-o. Isto pode reduzir a necessidade de o código de acesso para a configuração inicial, e também acelera o processo de reconexão.

Headphone

5. Controle Remoto

Muitos fones de ouvido com fio possuem um controle remoto com fio no cabo. Isto é usado para iniciar, parar e pular faixas de música, bem como atender e rejeitar chamadas – que muitas vezes têm um pequeno microfone embutido. Fones de ouvido sem fio não têm esta opção. Em vez disso quase, todos os conjuntos vão apresentar alguns controles básicos, juntamente com o microfone, em um dos fones de ouvido.

A acessibilidade desses controles é algo que você deve sempre testar no momento da compra dos novos fones de ouvido. Muitas vezes parece que o design do botão e layout são determinados mais pela estética do que praticidade, resultando em controles que são difíceis de encontrar pelo toque sozinho, especialmente se você estiver na academia.

6. Forma e tamanho

Fones de ouvido sem fio vêm em três estilos padrão: em cima da orelha, na orelha e no ouvido. Os dois primeiros apresentam aparência e função da mesma forma como os seus homólogos com fio. O último, entretanto, difere um pouco. A próxima geração de fones de ouvido Bluetooth in-ear pretende combater isso, através de novos fabricantes como Bragi e FreeWavz.

O Dash, da Bragi, são fones de ouvido que ficam diretamente nos ouvidos, sem qualquer cabo adjacente ou apoio para pescoço. Eles também incluem 4 GB de armazenamento para uso sem um smartphone. O FreeWavz, por exemplo, usar um design Earclip um pouco maior. Ambos também incorporam características fitness, incluindo um monitor de frequência cardíaca.
Inevitavelmente, seu tamanho menor significa que a vida útil da bateria dos modelos in-ear é mais curta do que as alternativas maiores.

Quase todos os fabricantes já oferecem uma gama completa de fones de ouvido com tecnologia Bluetooth, com qualidade e preço atrativo, ao lado das versões tradicionais com fio. Enquanto os audiófilos podem querer ficar com o último para o futuro previsível, para muitos usuários, ouvir música digital no smartphone é uma opção perfeitamente viável.

Melhorias vêm sendo feitas o tempo todo na qualidade do som, na vida da bateria e na forma, e sua conveniência torna estes produtos ideais para uso em movimento.

Comentários

comentários