Especialista ou Generalista?

Categoria Design

O que seria melhor para a carreira de um designer? Ser um especialista em um assunto ou ser um generalista? Lanço a discussão no blog porque também tenho a mesma dúvida.

Se o designer for um especialista em animação em flash, por exemplo, terá muito mais chance de ficar famoso, aparecer em publicações, criar algum tutorial. E qual seria a desvantagem? Ficar preso a uma coisa só, perder oportunidades de fazer outros projetos interessantes, morrer de tédio?

Se o designer for um generalista, ele vai conhecer vários softwares, várias técnicas, trabalhar em vários tipos de interfaces e suportes diferentes… Desvantagens? Que tal correr o perigo de se tornar medíocre? Saber um pouco de tudo e pouco de algo específico? Está bom para vocês?

Eu, por exemplo, sou uma generalista por conta da minha própria natureza. Sempre quero conhecer novos meios, processos, trabalhar em projetos diferentes, movida à curiosidade pura. Mas também tenho que lidar com a constante frustração de não ser a máster foda em qualquer assunto dentro do design ou mesmo do marketing. A frustração de nem conseguir escrever um livro sobre o assunto, porque seria um livro sobre o tudo-ao-mesmo-tempo-agora.

A vantagem que percebi em ser uma generalista é que eu me viro bem em qualquer área dentro do design (menos 3D, porque disso eu não entendo “lhufas”). Conhecendo os princípios básicos, sabendo para que servem as ferramentas, quais objetivos precisam ser atingidos, o que dá para ser feito, dá para gente usar um negocinho chamado BUSCA e se virar, ler tutoriais, livros, cursos. Fazer algo com o mínimo de qualidade (o que não é pouco) dentro das possibilidades do espaço-tempo. Também é mais tranquilo para migrar de um suporte para outro, porque quando se faz isso uma vez, fica mais fácil entender a dinâmica das necessidades para se repetir o processo.

Ser generalista também é útil para a direção de arte, pois o que mais se faz é controlar o processo de integração entre os diferentes meios e suportes dentro do mesmo projeto e manter tudo com a mesma identidade. Mas na hora de fazer rodar o flash, ele vai trabalhar com o especialista, na hora de montar o site, ele vai chamar um webdesigner, na hora de imprimir, cadê o melhor amigo, o produtor gráfico?

Mas eis que aparece a necessidade de focar em algum assunto e eu ainda não escolhi qual área do design eu quero mergulhar. Alguém aí me ajuda?

E aí, você amigo designer, onde quer estar?

Para ilustrar o post, escolhi dois exemplos que mantiveram a integridade da identidade visual em vários tipos de interfaces:

logo

sala

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda)
Loading...

Comentários

comentários