Pole Dance

Categoria Geral

A História do Pole Dance

O pole dance moderno evoluiu em forma de exercício, praticado são somente por profissionais e artistas, mas por um grande número de pessoas, desde estudantes casuais e frequentadores de academias aos atletas nacionais e internacionalmente reconhecidos. O mundo do pole dance ocidental remonta muito mais tempo do que muitos poderiam imaginar. O pole dance que hoje é praticado tanto por homens e mulheres é uma fusão de pole chinês, pole indiano ou “mallakhamb” e de outros, como o pole francês e holandês, com influência do circo e diversas danças exóticas de várias influências internacionais.

Pole Chinês

O pole chinês é o que geralmente vem à mente de muitas pessoas quando se pensa sobre a história do pole dance, e há um grande motivo para tal. A história do pole chinês remonta antes do século XI, quando os profissionais de circo usaram poste medindo de de 3 a 9 metros de altura, atado com um material de borracha e usando trajes de corpo inteiro.

pole-chinês

Pole Chinês

Performances do pole chinês foram menos fluídas do que performances que vemos agora, devido à aderência do pólo e o traje, mas muitos truques que usam a força do braço ainda estão sendo usados e realizados até hoje. Acrobatas chineses deslizavam para baixo, realizavam alongamento e exercícios usando a força aguda e habilidades diversas. Naquela época era comum que eles apresentassem marcas de queimaduras nos ombros, devido a realização das performances, que se tornaram uma maneira deles se identificarem e terem respeito uns pelos outros dentro desta forma de arte.

Pole Indiano

Os indianas também têm uma tradição de certa forma, que remonta há mais de 800 anos. Esta forma foi referida como “Pole mallakhamb” e foi concebida como forma de treinamento para treinar. Sim, lutadores! A tradução literal significa “lutador do poste”; “Malla” = “wrestler” e “Khamb” = “do poste”.

Os indianos desempenhavam diversas competições, muitas usando um poste de madeira macia com um diâmetro de base de 55 centímetros de diâmetro e mais fino na parte superior de 35 centímetros, o qual foi, por vezes, misturado óleo de rícino para evitar a fricção. Eles usavam poucas roupas, inspiradas nas roupas de ioga ou semelhantes às roupas de banho, sem sapatos, para permitir uma melhor performance no poste. Tornaram-se especialistas neste tipo de atividade, e muitas vezes começam um desempenho executando diretamente no poste. Não é fácil, uma vez que isto requer uma grande dose de precisão e agilidade.

mallakhamb

Mallakhamb

O mallakhamb foi usado para desenvolver velocidade, reflexos, concentração e coordenação. Este tipo d treinamento ajudou a aumentar a resistência e a força. Acreditava-se que esse tipo de treinamento era benéfico na prática muitos outros jogos e esporte como o Wrestling, Judô, Atletismo, equitação, contribuindo para a flexibilidade, graça, rapidez e ritmo, especialmente para ginastas.
Hoje em dia existem campeonatos mallakhamb nacionais envolvendo 14 estados da Índia, e é um ambiente dominado completamente por homens, onde as mulheres não participam.

O Mundo Ocidental

A modalidade já evoluiu para uma forma de exercício moderno, não apenas para os profissionais, desempenhada por ambos os sexos. O mundo do pole ocidental remonta muito mais tempo do que imaginamos.

Influências de Dança Erótica

A dança erótica, que agora é comumente incorporada no mundo fitness, tem suas origens nos tempos antigos. O striptease, por exemplo, está presente nos mitos dos tempos dos sumérios antigos, onde a deusa do amor, Inanna, teria dançado e removido suas peças de roupas e jóias em cada um dos sete portões que ela passou em seu caminho para se encontrar com seu amante Damouz. Há ligações desse mito evoluindo da “Dança dos Sete Véus ” da Bíblia.

Inanna

Deusa Inanna

Outras influências de dança erótica ao longo dos anos derivam das performances parisienses, ou seja, do Moulin Rouge, a antiga forma de arte do Oriente Médio da dança do ventre, e também de danças latinas, como a Rumba e Tango.

O pole dance como conhecemos se originou nas feiras itinerantes durante a depressão americana na década de 1920, onde grupos de dançarinos entretinham multidões em tendas, utilizando uma grande quantidade de movimentos do quadril e dança sugestiva. Eles ficaram conhecidos como dançarinos de “Hoochie Coochie”.

O mais antigo pole dance registrado se deu em Oregon, EUA, em 1968, e após isso, acredita-se que a mania de pole dance explodiu no Canadá na década de 1980. Uma mulher chamada Fawnia Dietrich iniciou a primeira turma para aulas de pole a não-artistas no ano de 1994, e passou a criar a primeira escola de pole dance do mundo, produzindo diversos vídeos instrutivos.

Pole-Dance-Imagem

Nos EUA, Europa, Austrália e Ásia , o pole dance ganhou espaço nos ambientes fitness, estúdios, academias, e sua concorrência se espalhou por todo o mundo. Então, o pole dance como conhecemos é uma combinação destes antigas técnicas seculares, e evoluiu para uma forma moderna que depende fortemente de dança, bem como habilidades físicas.

A fusão das habilidades de artistas de circo chineses, as habilidades acrobáticas e energéticas dos indianos s e as habilidades de dança sedutoras e sensuais do mundo ocidental, são as origens do pole dance como a conhecemos hoje.

Pole dance nos Jogos Olímpicos

Um esforço para incluir o pole dance nos Jogos Olímpicos foi iniciado por KT Coates. fundador IPDFA, Ania Przeplasko apoia fortemente esta ideia e tem em muitas entrevistas em destaque defendendo a causa. IPDFA procura ganhar o reconhecimento do Comitê Olímpico Internacional de pole dance como um esporte.

Benefícios do Pole Dance

Adeptos do pole dance afirmam que esta modalidade deixou de ser apenas uma referência de sensualidade, e passou a ser uma excelente modalidade para aqueles que querem manter a forma física, já que os movimentos demandam muita força para a sustentação do corpo com as mãos e pernas.O pole dance também é adaptável, possibilitando que muitas pessoas possam realizar a atividade. A modalidade apenas não é indicada para aqueles que sofrem de alguns problemas de saúde, como hérnia de disco e labirintite.

aulas-pole-dance

Alunas de Pole Dance

Aulas de pole dance fortalecem todos os músculos, já que o praticante desafia a força da gravidade para realizar tais movimentos. Os músculos que mais são trabalhados com o pole dance são os do braço, especialmente os tríceps e bíceps, já que a maior parte dos movimentos é realizada com o apoio das mãos no poste, possibilitando assim a sustentação do corpo.

Outros músculos que são bastante beneficiados com esta atividade física são os da região do abdômen. Além disso, o pole dance possibilita que a região ganhe mais massa muscular.
O pole dance também contribui de maneira satisfatória para o emagrecimento, já que uma grande quantidade de calorias é queimada com a modalidade. Segundo Grazzy Brugner, educadora física, uma hora de pole dance pode consumir de 400 a 700 calorias! Claro, isso depende da intensidade dos exercícios e da situação física do indivíduo.

Por geralmente serem feitas com pequenos grupos, as aulas de pole dance permitem que o professor dê a devida atenção a cada um dos praticantes, adequando os exercícios de acordo com as habilidades e limitações do estágio em que cada um se encontra. Deste modo, as aulas de pole dance evoluem de forma gradual.

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda)
Loading...

Comentários

comentários